quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Crítica: As Aventuras de Tintim



Há anos Steven Spielberg sempre quis levar Tintim ás telonas, desde a primeira vez em que leu Tintim. O resultado não poderia ter sido melhor. As Aventuras de Tintim (The adventures of Tintin,2011), dirigido por Spielberg e produzido por Peter Jackson é um daqueles filmes que te deixa com vontade de quero mais. A trama, que adapta três histórias de Tintim (O Caranguejo das Tenazes de Ouro, O Secreto do Licorne -que, aliás, seria o subtítulo dado ao filme - e O Tesouro de Rackham, o Terrível), é simples: após o primeiro encontro do repórter Tintim com o capitão Haddock, eles saem atrás do tesouro de Rackham, o terrível. E acompanhados, claro, do cachorrinho Milu.
A captura de imagens (o tipo de animação que é usado no filme, que captura o movimento dos atores e depois os passa para animação) é perfeito e combina com o filme. O filme é totalmente aventuresco, com um enigma atrás do outro e íncriveís cenas de perseguição. Meu Deus, precisa falar alguma coisa da fuga de Tintim e Haddock da casa do milionário em Bagghar, sem cortes e com a camêra alternando entre os perseguidores, a ave e os perseguidos. Visto em 3D(como eu tive a sorte de ver) , você fica sem palavras. Com certeza, o melhor filme em 3D que já vi (melhor que A Hora do Espanto -ótimo filme de terror, mas péssimo 3D- e Gato de Botas). E parabéns a Paramount, ou sei lá quem, por ter disponibilizado, metade das sessões, legendas. Afinal não é só crianças que gostam de filmes de animação, ainda mais As Aventuras de Tintim que conta com tiros, persguições, brigas de espadas e foi baseado nas H.Q.s  de Hergé, que tem muitos fãs adultos. Ah, e lembram, que quando fiz a crítica de Winnie The Pooh, em dezembro, disse que era meu filme favorito de animação de 2011? Pois bem agora o meu favorito é Tintim. Pena, que nem Pooh, nem Tintim estão concorrendo ao Oscar.
Agora é torcer para que venha logo Tintim 2. O filme, que contará com uma troca na direção (dessa vez quem dirigirá será Peter Jackson, e quem produzirá será Spielberg), tem estreia prevista para final de 2014 ou começo de 2015. Vai demorar, mas se for tão bom quanto o primeiro, nós conseguimos aguardar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário